B.A.P - NO MERCY

resenha - 16.09.2015 03:22

B.A.P lançou uma versão japonesa de NO MERCY em abril de 2014, presenteando os fãs com um trabalho maravilhoso e diverso.

B.A.P, cuja sigla significa "Best Absolute Perfect", é uma boyband coreana que estreou em 2012. O seis membros se chamam: Bang Yong Guk, ZELO, Him Chan, Dae Hyun, Young Jae e Jong Up. O grupo construiu sua reputação ganhando vários prêmios (como o The Strongest Newcomer na MTV-K), assim como alcançando boas colocações no ranking da Billboard World Album. A versão japonesa do single NO MERCY do B.A.P também ficou disponível na Europa e está disponível em formato digital graças a KStarRecords. O single consiste de quatro faixas.

O lançamento começa com NO MERCY. A canção tem uma atmosfera bastante provocativa e poderosa, que se encaixa com a expectativa que o título traz. A canção também leva crédito devido à batida interessante ao fundo, que combina vários ritmos brilhantemente. O ritmo dá uma sensação de dinamismo e combina com outros elementos. O refrão é cativante e simples. Os raps de ZELO e Yong Guk são brilhantes. Em se tratando do gênero K-pop, muitos grupos tem artistas que se intitulam "rappers" porque é necessário que eles tenham um "rapper principal" no grupo - mas esses caras realmente tem talento. Como um todo, NO MERCY combina diferentes elementos, que dão um sentimento bombástico e desafiador à música. Essa faixa é, pessoalmente, a minha favorita no single.

A segunda faixa, HURRICANE, é uma brilhante combinação de uma faixa eletropop dance com um hip-hop. A atmosfera nessa canção varia de uma batida dançante e animada para raps lentos. Fielmente ao estilo do grupo, a batida de fundo muda suavemente por toda a canção e inclui vários elementos que ainda funcionam muito bem juntos. O canto é combinado habilmente com as mudanças de tempo na batida de fundo. O refrão tem um bom ritmo e exclamações cativantes de "Hurricane" que com certeza serão um verme de ouvido aos ouvintes. O autotune nos lugares certos dá um toque extra muito bom. No final, a faixa é um sucesso. Você vai repeti-la várias vezes.

DANCING IN THE RAIN é uma faixa linda e viva que fará os pés do ouvinte dançarem com ela. A atmosfera nessa faixa lembra uma nuvem de verão que pode ser observada sem preocupações em um dia ensolarado. Comparada às canções anteriores, esta é mais leve e sonhadora, mas não tão doce. A batida de fundo combina com os sons do sintetizador e com a batida pop rápida, o que monta a atmosfera entusiasmada. Um ritmo alegre dá um suporte vivo à batida de fundo. O estilo vocal nessa faixa é suave e destaca as vozes dos membros em uma ótica completamente diferente. Contudo, não se preocupe; o rap também tem seu espaço. DANCING IN THE RAIN é uma música dançante e cativante que faz o ouvinte se sentir bem.

A quarta e última faixa é NO MERCY (Original Rap Version), que é na verdade a mesma canção que a primeira, mas com partes da letra no coreano original. A música também tem partes em inglês e japonês. A faixa também funciona com esse tipo de combinação. Na verdade, é de certa forma novo ouvir uma canção híbrida que combina até mesmo três línguas.

Todas as quatro faixas são fortes e fazem com que você queira apertar o botão do "repeat" mais e mais. Elas funcionam muito bem como cações separadas - elas não foram feitas para "preencher" o lançamento. Mesmo que todas as faixas tenham sons diferentes, elas tem o selo B.A.P nelas; ritmo brilhantemente marcado, fundo com a combinação graciosa de vários elementos e excelente rap. B.A.P é um grande grupo novo, que encontrou o seu próprio estilo cedo. Não resta dúvidas do porquê eles atraíram tantos fãs por todo o mundo e a atenção da mídia apenas em poucos anos - eles são muito talentosos e distintos.
itens relacionados
artistas relacionados
comentários
blog comments powered by Disqus
propagandas
  • Rádio Animix - Em todos os momentos!